A importância do recurso humano nos negócios

Em tempos de escassez de recursos naturais, como é o caso da crise hídrica que castiga várias cidades em diferentes estados do Brasil, cujo exemplo mais notório e comentado este ano é o da cidade de São Paulo, um outro recurso anda faltando em nossas terras e também no exterior: o recurso humano.

Não falta gente no mundo, afinal também sofremos com a superpopulação, o que falta é gente capacitada, preparada para os desafios que se apresentam cada vez em maior número e maior complexidade. O ambiente empresarial, certas horas, é tão ou mais hostil que a natureza. Porém, diferentemente da lei da selva, onde o mais forte é o rei, no meio empresarial a sobrevivência tem sido cada vez mais determinada pelos neurônios e não mais pelos músculos.

E, como se posiciona o Brasil frente a esse diferencial competitivo requerido pela nova dinâmica mundial? Infelizmente, as últimas notícias não inspiram confiança: de acordo com um ranking lançado recentemente pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), nosso país ficou na vergonhosa 60ª posição. O ranking levou em consideração notas em matemática e ciências, disciplinas fundamentais para a construção de conhecimento científico, mas também imprescindíveis para a inovação em tempos de startups movidas à tecnologia.

Encontrar e reter esse capital intelectual tão fundamental pode se tornar um grande desafio para as empresas. Nessas horas, um profissional se destaca no meio da multidão e põe seu talento e suas habilidades à prova em busca do desenvolvimento da equipe: o gestor de RH. Mais que ocupar um cargo burocrático, este profissional é responsável por cuidar e desenvolver esse recurso tão precioso e trazer dividendos do capital intelectual para dentro de uma organização.

Temos na FMP/Fase o melhor curso de RH do estado do Rio de Janeiro. Esse ranking é idealizado pelo MEC e mostra que temos potencial de gerar talentos. Um desses talentos já foi reconhecido ao ganhar o prêmio de melhor trabalho de conclusão de curso do estado do Rio, oferecido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), e agora a ex-aluna Thaiza Catarina vai participar de uma nova etapa de premiações em outro evento importante na área, em nível nacional.

O 41º Congresso de Gestão de Pessoas, que começa nesta terça-feira (19), no Rio de Janeiro, tem como tema “Convergência: Quando os propósitos se atraem”. A proposta dos debates é alinhar e potencializar o que há de comum entre os diversos propósitos, através de uma gestão transparente, que consiga engajar e alinhar liderança e equipe em toda a cadeia da empresa, um dos grandes desafios no atual mundo dos negócios.

Por: Gladistone M. Afonso- MBA em Gestão Empresarial (UFRJ) e é professor dos cursos de Gestão da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase), em Petrópolis (RJ).

 

 
Fonte: Contábeis

Deixe uma resposta